Rebordosa, cidade de vencedores

Press Realese by Gabinete imprensa on Outubro 21, 2014

Campeonato Nacional de Trial 4x4 2014
Rebordosa, cidade de vencedores

 

Foi na acolhedora cidade de Rebordosa que foram conhecidos os campeões da época 2014 do Campeonato Nacional de Trial 4x4. E para acabar o ano desportivo em grande estilo, o Clube TT Paredes Rota dos Móveis apresentou uma pista muito dura para que os campeões fizessem por merecer o título. De reduzida extensão, o circuito junto ao Complexo Desportivo de Rebordosa levantou sérias dificuldades às equipas.

Flávio Gomes, campeão CNTrial 4x4 Absoluto
    Com o impressionante registo de 5 vitórias em 6 possíveis, Flávio Gomes (TáBô Team 4x4) é o novo campeão nacional de trial 4x4. Em Rebordosa, e ao contrário do que tinha acontecido em todas as provas anteriores, o Jeep Wrangler teve alguns problemas mecânicos. Ainda assim, o piloto brigantino dominou do principio ao fim e ganhou com uma volta de vantagem sobre o segundo classificado. No total, completou 11 voltas à pista em duas horas, 43 minutos e 56 segundos.
    Na segunda posição terminou Diogo Barros, a quem a pista de Rebordosa agradou bastante. O piloto partiu em terceiro mas rápido subiu à segunda posição de onde não voltou a sair. A dupla da TUFF 4x4 ainda tentou um assalto ao ouro, mas um problema com o bloqueio traseiro dificultou a tarefa. 
    Depois do terceiro lugar de Alenquer, Pedro Alves voltou a conquistar o bronze na última etapa. O conhecido humorista não quis deixar de “dar os parabéns a toda a organização pela pista muito bem desenhada”. Uma pista curta mas que não deu descanso nem a Pedro Alves nem ao Land Rover Defender. Durante as três horas rebentou dois cabo de guincho, perdendo assim a segunda posição.

Rui Querido confirma vitória na Classe XL
    A prestação de Rui Querido (Euro4x4parts/ladricolor) nas três primeiras provas deste Campeonato foi de excelência e perfilou-se, desde cedo, como favorito à vitória nesta classe. Mas nas etapas de Alenquer e Mação o Toyota não quis colaborar e a vitória do piloto de Torres vedras só foi mesmo confirmada com o ouro de Rebordosa. 
    Luis Jorge (Hortícolas Team) passou a resistência a pôr em causa a liderança de Rui Querido. Sempre que o Proto XS5 deixou o piloto andou na frente e deu espetáculo ultrapassando muitos obstáculos a motor. Quando teve problemas com o turbo decidiu parar completando apenas duas das três horas de resistência.
    O grande adversário de Bruno Fernandes (JMF) foi mesmo o bstáculo do desencontro de eixos. Na primeira volta ficou preso nesse trial e perdeu muito tempo, na segunda passagem, no mesmo sítio, partiu uma junta à frente. No decorrer da prova ainda descolou dois pneus e terminou com cinco voltas, metade do vencedor da classe.

Alexandre Lemos vence última prova nos Super Proto
    A classe Super Proto até já tinha campeão encontrado, mas nem por isso faltou emoção e espetáculo. Com Paulo Candeias (Standcandeias) ausente, Alexandre Lemos (Team Serrão) veio de Macedo de Cavaleiros apresentar o seu reformulado Wrangler ao Campeonato. Acompanhado por Bruno Cameirão, conquistou o ouro de Rebordosa. A dupla transmontana completou nove voltas à pista em duas horas, 33 minutos e 46 segundos.
    João Pinto (Team CarJaime/Troqouro) trocou pela segunda vez esta época o lugar de navegador e sentou-se ao volante. O piloto sofreu com o aquecimento do RockCrawler Nissan durante as três horas de resistência e a cada volta era obrigado a parar para pôr agua no carro. Ainda assim conseguiu controlar e terminar em segundo.     
    A completar o pódio está Jorge Silva (Paljet). Em mais uma prova com muitos azares, entre os quais três furos e um problema na direção, o piloto só conseguiu completar cinco voltas à pista.
    
Classe 1: apesar do segundo lugar, António Silva é campeão
    A Classe 1 já habitou a muita disputa e adrenalina. Em Rebordosa, Rui Policarpo (Hortícolas Policarpo/Barreirinha Power) regressou para baralhar as contas. Nem um excelente resultado lhe dava acesso ao pódio da geral, mas entrou em pista a impor um ritmo muito forte. Dominou durante as duas horas, sem dar qualquer margem à concorrência. Venceu com duas voltas de vantagem para o segundo classificado.
    António Silva (Canelas Pneus) e Luis Soares Duarte tinham tudo em aberto, sendo que qualquer um podia ser campeão. E esta disputa foi bem visível durante a prova com os pilotos a trocar constantemente de posição. No final levou a melhor António Silva, piloto de Vale de Cambra, que com este segundo lugar se sagra campeão nacional da classe 1.
    Destaque também para a participação (pela terceira vez esta época) dos veículos da Classe 2. Bruno Teles (LandRover Teles) foi o grande vencedor do dia, seguido de Nelson Sousa (Jiipark) e José Almeida (Nickas SportCar).
    No Troféu Suzuki competiram Joel Sousa (J2 Gym Offroad Team) e Mário Campos (Experinédita/Offroad race Team). Duas voltas foram suficientes para o já anunciado campeão, Joel Sousa, vencer a prova de Rebordosa. 

    Apesar de todos atestarem a dureza desta última prova, participantes e espectadores confirmaram o verdadeiro dia de trial que aconteceu em Rebordosa. E durante estes dois dias em que o Campeonato Nacional de Trial 4x4 animou a freguesia, mas também todo o concelho, Rebordosa não teve só os melhores móveis do país, mas também o melhor trial 4x4. 
    Esta prova foi uma organização do Clube TT Paredes Rota dos Móveis com a parceria do Clube Todo-o-Terreno Trilhos do Nordeste e sob a égide da Federação Portuguesa de Todo Terreno Turístico Trial e Navegação 4x4.

Classificação da Prova
CNTrial 4x4 Absoluto:
1.º TáBô Team 4x4 (Flávio Gomes e Rui Carvalho) – 11 voltas;
2.º TUFF4x4 (Diogo Barros e Paulo Barros) –  10 voltas; 
3.º Monstter.pt (Pedro Alves e Mário Silva) – 8 voltas;

CNTrial 4x4 XL:
1.º Euro4x4parts/Ladricolor (Rui Querido e Nuno Graça) – 10 voltas;
2.º Hortícolas Team (Luís Jorge e Miguel Costa) – 6 voltas;
3.º JMF (Bruno Fernandes e José Santos) – 5 voltas;

CNTrial 4x4 Super Proto:
1.º Team Serrão (Alexandre Lemos e Bruno Cameirão) – 9 voltas;
2.º Team CarJaime/Troqouro (João Pinto e Filipe Alves) – 6 voltas;
3.º Paljet (Jorge Silva e Tiago Soares) – 5 voltas;

CNTrial 4x4 Classe 1:
1.º Hortícolas Policarpo/Barreirinha Power (Rui Policardo e Ricardo Barreira) – 9 voltas;
2.º Canelas Pneus (António Silva e Luís Bacelo) – 7 voltas;
3.º Luís Soares Duarte (Luís Soares Duarte e Eric Nurmi) – 7 voltas;

CNTrial 4x4 Classe 2:
1.º LandRover Teles (Bruno Teles e António Fonseca) – 7 voltas; 
2.º JIIPARK (Nélson Sousa e Miguel Tadeu) – 4 voltas;  
3.º Nickas SportCar (José Almeida e José Pires) – 1 volta;

Troféu Suzuki:
1.º J2 Gym Offroad team (Joel Sousa e Rui Magina) – 2 voltas; 
2.º Experinédita/Offroad race team (Mário Campos e Luis Esteves)