Lama e Muito espetáculo em Valongo

Press Realese by Gabinete imprensa on Março 3, 2015

Campeonato Nacional de Trial 4x4 2015
Lama e Muito espetáculo em Valongo

Depois de em 2014 ter recebido o Campeonato Nacional de Trial 4x4 com muito calor e pó, em 2015 Valongo acolheu a jornada inaugural do Campeonato Nacional de Trial 4x4 num dia de muita chuva e, consequentemente, muita lama.
Seja em que condições climatéricas for, Valongo é um concelho muito forte nos desportos outdoor: “Valongo é uma localidade com condições muito especiais para a prática desta modalidade”, adiantou Orlando Rodrigues, Vereador do Desporto da Câmara Municipal de Valongo.

A pista, localizada junto ao Ecocentro de Valongo, tinha quase 3000 metros de extensão e era composta por 10 pontos de trial. A testá-la até ao limite, estiveram 20 equipas destemidas que não quiseram faltar à estreia do Campeonato Nacional de Trial 4x4 em 2015. A primeira prova desta nova época foi uma uma organização a cargo do Clube Todo-o-Terreno Trilhos do Norte , sob a égide da Federação Portuguesa de Todo-o-Terreno Turístico Trial e Navegação 4x4 com o forte apoio da Câmara Municipal de Valongo. 

Campeão começa época com vitória
Para Flávio Gomes (TáBô Team 4x4) esta vitória tem um sabor especial. É que o campeão em título da classe absoluto venceu 5 das 6 provas de 2014 – só não conseguiu ganhar em Valongo. Em 2015 a história foi bem diferente e, desta vez, o piloto brigantino levou a melhor.

Venceu o prólogo durante a manhã e por isso partiu na frente da resistência. Liderou a sua classe de início ao fim e terminou as 3 horas de resistência no primeiro lugar da classificação geral
A 4 voltas do líder ficou Jorge Araújo (Team Dedilland/Tuff4x4) que teve problemas com o cabo do guincho e partiu um cubo. Apesar das avarias andou sempre nos lugares da frente a assegurou a prata ao volante de um Land Rover. 
A completar o pódio desta categoria surge o experiente Pedro Costa (Preparações Badinho 4x4), que teve demasiados problemas mecânicos: ficou sem alternador, sem caixa de velocidades, sem transmissão e ainda furou um pneu. Ainda chegou a estar em segundo, mas com tantas paragens nas boxes perdeu tempo precioso e acabou a resistência no último lugar do pódio.

Carlos Rodrigues estreia-se a vencer
Carlos Rodrigues (Valvolinas Team/XS5) até já tinha participado no Campeonato Nacional de Trial, mas noutra Classe. Nesta nova época corre na categoria XL, uma das mais duras e competitivas. 

Partiu na frente, mas a meio da resistência perdeu a liderança para Luís Jorge (peçaslandrover.com). 4 furos e o cabo do guincho partido 4 vezes obrigaram Luís Jorge a parar e Carlos Rodrigues soube aproveitar. 
A segunda posição do pódio foi decidida por 25 segundos. Frederico Fernandes (JMF) demorou menos tempo a completar as mesmas 14 voltas que António Henriques (Mister Reboques). Frederico Fernandes encontrou uma pista “muito dura” e a 40 minutos do final da resistência ainda partiu o cabo do guincho. Partiu na sexta posição e andou a tentar alcançar o pódio durante toda a prova. Manteve o ritmo e aproveitou os últimos 30 minutos da resistência para chegar à segunda posição.  António Henriques seguia precisamente na segunda posição quando partiu uma ponteira da direção e caiu para terceiro. 
Já o campeão em título desta classe, Rui Querido (Ladricolor/STS/Euro4x4parts), ficou às portas do pódio e a apenas uma volta do terceiro classificado.

Super Proto apenas com um participante
Os irmãos Lourenço (Pizzaria Refúgio) regressaram à competição na Categoria Super Proto e, sem concorrência, foram naturalmente os vencedores desta jornada.

Rui Policarpo vence Promoção
Na Classe de Promoção apenas duas equipas conseguiram completar a volta mínima exigida pelo regulamento para pontuarem. Com uma volta de vantagem, Rui Policarpo (TransAct Lat Team), levou o Land Rover Defender até ao primeiro lugar do pódio.

A meio da prova ainda partiu um veio de transmissão que conseguiu trocar, mas que lhe condicionou o andamento. A conquista não foi, contudo, facilitada por António Silva (Canelas Pneus), que apesar de ter partido a corda do guincho, um cubo e ter ficado sem travões, trouxe sempre o Nissan Patrol no encalço do líder. 
José Loureiro (ICMG) e Luis Soares Duarte (Gouvyas Team) não conseguiram completar qualquer volta ao circuito de Valongo. 

 

Apesar do dia chuvoso, o espetáculo proporcionado pelas 20 equipas presentes atraiu muito público a Valongo. Assim se espera que aconteça também em Torres Vedras, a prova com mais público da época passada, e que recebe o CNTrial 4x4 a 19 de abril.

 

Gabinete de imprensa:
press@cntrial4x4.com / 919 435 809

 


Gabinete de imprensa:
press@cntrial4x4.com / 919 435 809