V&V da Fevinor entra a vencer

Press Realese by Antero Bessa on Março 13, 2012

V&V da Fevinor entra a vencer

Vítor Ribeiro e Vitorino Morais venceram a jornada inaugural do Campeonato Nacional de Trial 4x4 que se realizou no Eurocircuito da Costilha em Lousada.
Um dia solarengo de “verão” acolheu milhares de espectadores na “catedral” do off road nacional para uma prova de trial em moldes diferentes do que é habitual na modalidade. As tradicionais três horas de resistência deram lugar a um novo figurino, com os participantes a percorrerem ao longo do traçado idealizado pelos Homens do Clube TT Trilhos Nordeste quatro mangas, com partidas de dois carros lado-a-lado. Um formato que agradou a uns e, pouco apetecido a outros, divergindo as opiniões entre os cinco mil espectadores que marcaram presença maciça nesta ronda inaugural do CNTrial 4x4. Num molde mais compacto, mas, exigindo mais concentração dos pilotos, as equipas enfrentaram em cada uma das mangas, um percurso de duas voltas ao traçado do Clube Automóvel de Lousada constituído por obstáculos de trial (pedras, valas, cruzamentos de eixo, lama, pneus, troncos de madeira, e muita resistência). E realçar nesta jornada de Lousada a presença de duas equipas espanholas, oriundas da região da Galiza.
A jornada de Lousada iniciou-se na tarde de Sábado, com as verificações técnicas e documentais, seguindo-se o «briefing» com os pilotos no Auditório da Câmara Municipal de Lousada, com as viaturas a permanecerem em parque fechado nos paços do concelho. Logo pela manhã do dia de Domingo, as dezasseis equipas partiram em caravana em direcção ao Eurocircuito de Lousada para se darem inicio às mangas cronometradas, estendendo-se até ao final do dia. De salientar que este formato apenas vigorou nesta jornada de Lousada, sendo retomadas as tradicionais três horas de trial que caracterizam a competição na jornada de Alenquer, marcada para 15 de Abril, e as seguintes. No que concerne à «Taça Rock Crawler», serão propostas três especiais/pet´s: duas de manhã com dificuldades extremas e uma no final das 3 horas da resistência do CNTrial4x4, separadamente, quer de outros concorrentes, quer das viaturas do CNTrial4x4, com as verificações técnicas e administrativas a terão lugar durante a manhã e as 3 horas de resistência à tarde, sendo suprimido o período de treinos.
Na vertente desportiva a «Fevinor» dominou em toda a linha, ao vencer todas as mangas, apresentando uma Nissan Navarra muito bem preparada e reforçando a plena candidatura ao título nacional. Vítor Ribeiro e Vitorino Morais mantiveram sempre um ritmo muito elevado e uma concentração plena de êxito, beneficiando do excelente contributo que a Nissan demonstrou na abordagem a cada obstáculo, superando por larga margem o~s retantes lugares do pódio, ocupados pelo «Team Serrão» e «Repsol TT», segundo e terceiro respectivamente, mais duas equipas que justificaram a candidatura ao titulo. Alexandre Lemos e Luís Araújo realizaram uma plena muito esforçada, face aos problemas com a direcção hidráulica da Toyota Hilux, logo a partir da manga inicial. Ainda assim, o piloto de Macedo de Cavaleiros regressou ao seu melhor nível, depois de um final de temporada de 2011 algo atribulado. Ostentando o N.º1 nas portas d Toyota Hilux – fruto d segundo lugar na época transacta e dada a ausência do campeão (Emanuel Costa) na defesa do titulo no CNTrial4x4, Vasco Andrade e Nuno Graça realizaram uma prova ilesa de problemas, fechando o lote de equipas – apenas três, a concluir as quatro mangas sem qualquer penalização. Na quarta posição terminou o vencedor d ultima jornada de 2011 – Paredes, a equipa «Hortícolas Team», com Luís Jorge e Nuno Passos. A dupla do Suzuki Samurai não passou incólume a problemas mecânicos, face à quebra da barra de direcção logo na manga de arranque e na última com a barra de apanhar, obrigando a um penalização de tempo máximo em ambas as mangas. Seguiu-se na classificação a primeira formação espanhol «Doble Cardan 4x4» com a dupla Olidio Barros/Santiago Barros em Jeep Wrangler, na frente do «Grupo JANF/Stand Kubota». José Alexandre e David Brito estão de regresso após um interregno na recta final da última temporada, manifestando um grande espírito de competitividade e boa disposição. Na estreia no CNTrial4x4, a «jipesecompanhia/Badinho» terminou na sétima posição apresentando uma Nissan Navara – ex: Indigo, muito bem preparada, com a dupla Pedro Costa/Francisco Pereira a necessitar de algum tempo para se adaptar. Seguiu-se na classificação geral três das mais experientes equipas do trial trial, a «Paljet», «standcandeias.com» e «Moveisvasco.com». Três formações que não passaram isentas a adversidades mecânicas. Paulo Jorge e Miguel Rios viram a caixa de direcção da Nissan partir-se, terminando na oitava posição, na frente de Paulo Candeias e Gerardo Sampaio. A formação de Carrazeda de Ansiães, sofreu uma penalização «técnica» em virtude da chegada para além da hora às verificações técnicas e administrativas do dia anterior, sendo-lhe atribuído o tempo máximo a umas das mangas concluídas. Ainda assim, mostraram o porquê de também eles serem um dos sérios candidatos ao título para 2012 ao registarem tempos próximos dos lugares cimeiros nas duas últimas mangas, mesmo sofrendo duas pesadas contrariedades mecânicas, nas duas primeiras mangas. Vasco Silva e Henrique Filipe Primeiro sofreram um rude golpe com a quebra do turbo do reconstruído Land Rover Freelander logo na primeira manga. A fechar a classificação final, mais três equipas com o mesmo resultado, face ao tempo máximo atribuído em todas as mangas. O regulamento prvia que quem não termina-se ou não participa-se na manga, ser-lhe-ia atribuído o tempo de 15 minutos. Assim, e, por questões de ordem mecânica, a «Roger Auto» a «Mondariz 4x4» e a «Revi-Clap», terminaram sem completar uma única manga na jornada inaugural do CNTrial4x4, deixando no entanto, boas expectativas para a jornada que se aproxima para Alenquer.
Uma jornada algo diferente do que o CNTrial4x4 tinha vindo a apresentar, mas, muito competitiva e demonstrativa da verdadeira imagem do que deve ser a competição, com elevado civismo, competitividade, excelentes viaturas e muita camaradagem entre todos os elementos: pilotos, mecânicos, publico, comissários e organização.

EC 4x4 vence Taça Rock Crawler ao «foto finish»
Num «duelo» de gigantes, a dupla Emanuel Costa/Nuno Araújo, não enjeitou a oportunidade para «escrever» mais um feito na carreira do piloto de Penafiel ao ser o primeiro vencedor da mais recente competição de trial, denominada «Taça Rock Crawler», dignificando a modalidade. O campeão nacional de trial em título começou por liderar, obtendo o melhor tempo nas duas primeiras mangas, acabando por ceder na terceira para Filipe Guimarães e Hugo Sampaio, partindo para a derradeira manga com escassos 1,2s de vantagem. No último «rond» a dupla da FRacing4x4.com chegou a alimentar a possibilidade de vencer, alcançando alguma margem que lhe permitiria ultrapassar o líder. Mas, a escassos metros da linha de chegada, o «Chevy» de Emanuel Costa foi mais veloz e aproveitou um deslize do «JK» para cimentar o triunfo, levando ao rubro os milhares de aficionados que vibraram até ao derradeiro obstáculo quando os dois «Crawler» se manifestaram lado a lado na dificuldade das pedras. Domingos Parente e João Pinto estrearam-se na categoria «Crawler», sentindo algumas dificuldades iniciais na adaptação a uma viatura mais exigente, face à sua agressividade, em contraste com o antigo Patrol GR. A dupla da «jipesecompanhia/Troqouro», cedeu nas duas primeiras mangas ao sofrer a penalização máxima em virtude dos pneus da frente se terem descolado das jantes no obstáculo das pedras, acabando apenas por concluir apenas a terceiro manga, terminando a prova com a junta omocinetrica partida. O derradeiro lugar do pódio premeia a «ousadia» do piloto de Gondomar em «desafiar» os poderosos Crawler estreados pelos seus mentores (Filipe e Emanuel) em competição de trial no ano de 2011. Pese embora nesta jornada apenas terem comparecido três Rock Crawler, a competitividade destes «aranhiços» ficou bem patente em pista na forma mais facilitada que estas viaturas ultrapassam os obstáculos.

Classificação Final – CNTrial4x4
1º Fevinor (Vítor Ribeiro/Vitorino Morais/Nissan), 25m19s
2º Team Serrão (Alexandre/Luís Araujo/Toyota), 30m36s
3º Repsol (Vasco Andrade/Nuno Graça/Toyota), 33m40s
4º Hortícolas Team (Luís Jorge/Nuno Passos/Samurai), 44m48s
5º Doble Cardan 4x4 (Olidio Barros/Santiago Barros/Wrangler), 48m07s
6º Grupo JANF/Stand Kubota (José Alexandre/David Brito/Patrol), 48m59s
7º Jipesecompanhia/Badinho (Pedro Costa/Francisco Pereira/Nissan), 49m18s
8º Paljet (Jorge Silva/Miguel Rios/Nissan), 49m44s
9º Standcandeias.com Paulo Candeias/Gerardo Sampaio/Wrangler), 53m09s
10º Moveisvasco.com (Vasco Silva/Henrique Filipe/Freelander), 59m17s
11º Roger Auto (Roger Puyal/Tiago Santos/Toyota), 01h00m,0s
11º Mondariz 4x4 (Afonso Gonzalez/Fran Veiga/Wrangler), 01h00m,0s
11º Ravi-Clap (Domingos Diniz/Mckael Diniz/Patrol), 01h00m,0s

Classificação Final – Taça Rock Crawler
1º EC 4x4 (Emanuel Costa/Nuno Araújo/Chevy), 19m16s
2º FRacing4x4.com (Filipe Guimarães/Hugo Sampaio/JK), 19m33s
3º Jipesecompanhia/Troqouro (Domingos Parente/João Pinto/Crawler), 51m33s

Calendário
Alenquer - 15 de Abril
Stª Maria Feira - 20 de Maio
Tábua - 23 de Setembro
Paredes - 28 de Outubro
Entrega de prémios - 2 de Dezembro

Gabinete de imprensa:
press@cntrial4x4.com / 925979225