Pizaria estreia-se a vencer...

Press Realese by Antero Bessa on Maio 20, 2013

Campeonato Nacional Trial 4x4 - Lousada
CNTrial 4x4 I Taça Rock Crawler I Promoção

Pizzaria Refugio estreia-se a vencer
Depois da jornada inaugural conhecer os socalcos serranos da cidade de Valongo, esta segunda ronda trouxe novos obstáculos à pista do Complexo Desportivo Voltas e Rodas, na localidade de Lustosa em Lousada, numa organização do Clube Lousada TT. Desenrolando-se num espaço aprazível e apetecido para a prática do Trial 4x4, a prova do Lousada TT, à semelhança de outras jornadas, revestiu-se de emoções fortes e grandes disputas de puro trial 4x4. Numa jornada de Trial 4x4 em que as constantes mudanças de condições atmosféricas baralhou por completo os organizadores e as pretensões das três dezenas e meia de equipas que marcaram presença no Completo desportivo Voltas e Rodas, os irmãos Lourenço, Ricardo e Paulo, conseguiram um triunfo consistente apesar das dificuldades apresentadas pelo traçado delineado pelos homens do Lousada TT.


A principal e única competição nacional de trial 4x4 sob a égide da Federação Portuguesa de Todo Terreno Trial e Navegação 4x4, visitou pela primeira vez um espaço que detém condições únicas para a prática de desportos motorizados, de duas e quatro rodas, naquela que foi a segunda jornada do calendário nacional da modalidade, acompanhada por uma excelente moldura humana, apenas contrariada pela tarde chuvosa.

A dupla Ricardo Lourenço/Paulo Lourenço (Restaurante Pizzaria Refugio) estreou-se a vencer na principal categoria do trial nacional numa jornada que apresentou um elevado nível competitivo, bem servida por obstáculo de diferentes dificuldades num palco completo, onde os declives naturais e a imaginação do homem se sobrepuseram às máquinas. A dupla do Jeep Proto assumiu a dianteira da corrida sensivelmente a meio da prova, depois de contabilizava a quarta volta. Dai até final os manos não cederam e nem mesmo alguns contratempos com os dois furos os impediram de levar a bandeirada xadrez na frente de todo o pelotão, cumprindo ao difícil traçado das encostas mais agrestes de Lustosa com total de 8 voltas (já depois de lhes ter sido aplicada uma penalização de uma volta), ao cabo das 3h de prova. Luís Jorge e Miguel Costa (Hortícolas Team), tiveram uma prova esforçada, primeiro ao ser abalroado logo nos primeiros obstáculos e depois com o campeão nacional a ficar privado do sistema de travões de trás do pequeno e potente Suzuki Samurai logo na parte inicial da prova, superando ainda assim os sucessivos ataques do regressado Alexandre Lemos (Team Serrão). O piloto de Macedo de Cavaleiros, acompanhado por José Silva colocou o Jeep Wrangler (ex: Paulo Candeias) no derradeiro lugar do pódio, não acusando o longo período de paragem. Numa prova em que o guincho e os cabos/plasmas foram essenciais na ajuda e colaboração com a equipa, Paulo Campos e Vítor Rodrigues (Disco Campos) estiveram perto de conseguir o melhor resultado em termos de campeonato, falhando o pódio apenas por escassos minutos, terminando na quarta posição com o mesmo número de voltas do terceiro. Com os lugares do pódio definidos, a incerteza quanto às posições seguintes foi uma constante ao longo da prova, com sucessivas alterações no escalonamento da classificação, face às sucessivas passagens pelas boxes para compor avariadas. O uso constante do guincho – ferramenta amiga e essencial no trial, face às condições proporcionais pelo terreno e dificuldade dos obstáculos, provocou desgastes inesperados, especialmente com as baterias e alternadores. Com uma prova bastante regular e, fazendo estatuto da experiencia adquirida ao longo de anos dedicados à modalidade Ricardo Teles e Ricardo Rocha (LRT) estiveram em bom nível no regresso ao CNTrial4x4, passando ilesos a problemas com o Land Rover e vencendo o “duelo” na luta pela quinta posição com a Roger Auto.

A dupla Roger Puyal/Humberto Reis, vencedora da jornada inaugural em Valongo acusou a falta de tração dianteira da Toyota Hilux logo na parte inicial da prova. O primeiro líder ou detentor da poleposition – Pedro Costa/Filipe Alves (Preparações Badinho 4x4), acabou por ser penalizado por sucessivos problemas na Nissan Navara, terminando na sexta posição, liderando um trio de equipas que terminou com cinco voltas: a SSB Automóveis, com Rabal e Pedro a desfrutar do prazer pelo trial 4x4 numa jornada sem percalços na frente da Fevinor SA de Vítor Ribeiro e Vitorino Morais a serem penalizados pela quebra do semieixo e diferencial da Nissan, ficando sem traçãoa uma hora do final. A Padaria Flor de Ermesinde, com Miguel Rios e Tozé Sousa, perderam algum tempo em pista, numa altura em que optaram por substituir o cubo da roda da Nissan em pleno palco de todas as emoções, fechando os lugares dos dez mais da jornada de Lustosa. Nos lugares fora do “top ten”, ficaram as equipas mais azaradas desta segunda ronda, com a TaBo-Team 4x4 a ver o motor do Wrangler ceder logo após a conclusão da primeira volta; enquanto a Tuff 4x4/Grupo SM/Gigglepin, não foi feliz na estreia do Toyota Hilux no CNTrial 4x4. Vítor Sousa e Diogo Mendes, mudaram de carro, deixando a Promoção e enveredaram pela categoria “rainha”, no entanto, o desconhecimento do carro e a sua juventude – na preparação, condicionaram o resultado na estreia. Sem completar qualquer volta, a Norhigiene, que ficou privada do guincho; A Brasa d´Ouro/Torres Power, problemas mecânicos; e a JMF que depois de capotar ainda no prólogo, ficou sem guincho após o arranque.

O campeonato Nacional de Trial 4x4 está de regresso a 29 e 30 de Junho em Moimenta da Beira numa organização do Clube Desportivo de Leomil.

FRacin4x4 vence Taça Rock Crawler
Numa grelha de partida formada por quatro viaturas denominadas de «Rock Crawler» esta segunda jornada da segunda edição da Taça, começou a ser dominada por Domingos Parente e João Pinto do Team Car Jaime/Troquoro ao conseguir o melhor tempo no prólogo da manha. Emanuel Costa e Gerardo Sampaio, principais candidatos à vitória, bem cedo cederam com problemas no Chevy, quando lideravam a prova, deixando a luta pela vitória entregue ao duo Fracing4x4.com e TeamCarJaime/Troquro, com vantagem para o JK a diesel de Filipe Guimarães e Hugo Sampaio sobre o Rock Crawler a gasolina da dupla Parente/Pinto, terminando ambos com 7 voltas. O piloto de Guimarães passou para a liderança à passagem da quarta volta, antes de uma incursão pelas boxes para substituir um furo, período em que o piloto de Gondomar aproveitou para se colar ao líder, já depois de anulado o problema com o guincho. A EC4x4 ainda assegurou a terceira posição, na frente dos estreantes em provas da Taça, Miguel Horta e José Gaspar do Team Sem Rasto.

Classe Promoção e Samurai participada
Com condições climatéricas, ainda bastante favoráveis, com o sol a marcar presença numa manhã apetecível para a modalidade, as três classes Promoção do CNTrial4x4 tiveram honra de abertura das hostilidades. Foram dezasseis equipas que formaram a grelha de partida matinal em representação da Classe Samurai, Classe 1 e 2, para duas horas de pura resistência de trial 4x4.

Os Suzuki Samurai, deram asas à originalidade dos pequenos 4x4 da marca nipónica, numa prova em que a incerteza quanto ao vencedor esteve condicionada pelos sucessivos problemas mecânicos, essencialmente ao nível dos guinchos, à qual a Auto Diesel passou ilesa. Pedro Oliveira e Sandro Magina, já depois de conseguirem o melhor tempo nos treinos, estiveram irrepreensíveis ao longo das duas horas de resistência, assegurando um triunfo tranquilo – que lhe permitiu ascender à liderança da competição, sem deixar de proporcionar o “tradicional” espetáculo com o pequeno Samurai ao muito público presente. Vitor Silva e Eduardo Noya (Team Suzuki Fafe) surpreenderam com um excelente segundo lugar, na frente de Álvaro Costa e Carlos Pires (Samurai 4x4 Extreme). Os vencedores da prova inaugural em Valongo, Paulo Antunes e Paulo Mendes (Tuff4x4) passaram por inúmeros contratempos em Lustosa, já depois de experimentarem a liderança, viram o semieixo ceder e, posteriormente a bobine do guincho e o plasma que arrebentou, terminando na quarta posição, na frente do Team Auto Socorro, Trava Embraia e Sublama.  

Na Classe 1, destinada a viaturas multimarcas e equipadas com pneus até 35”, inclusive, Renato Rocha e Sérgio Pereira (Sucatas David Rocha) repetiram o feito já conseguido na ronda inaugural, voltando a impor as potencialidades do Nissan Patrol, face ao bem-sucedido Suzuki Vitara de Manuel Silva e Tiago Couto (Fastlane). Esta dupla acabaria por ser penalizada com uma volta por falta ao briefing (como determina o Artº 14.3 do Regulamento CNTrial4x4 2013), que pesou certamente na luta pela vitória final, que foi determinada por escassos minutos, num duelo de gigantes e em que ambas as equipas dispensaram a assistência nas boxes. O pódio ficou preenchido com a dupla Tiago Fonseca/João Duarte (Produtor de Vinhos Luís Fonseca) num bem preparado e resistente UMM Cornil, com uma excelente estreia para a dupla do Alto Douro. A RSTT Cupra terminou na quarta posição, na frente da Sopedra4x4/Kaiser.

A Classe 2, reservada a viaturas “calçadas” com pneumáticos 36” e 37” contou apenas com quatro aguerridos e combatentes participantes. Aqui, a vitória nunca esteve em causa, face à total disponibilidade do Jeep Wrangler dos estreantes, Frederico Fernandes e António Azevedo (JMF) que tomaram bem cedo conta da liderança, deixando um serio aviso aos restantes adversários que tudo fizeram para contrariar os objetivos da dupla de Famalicão. Num duelo Land Rover, Bruno Teles e António Fonseca (LRT) evidenciaram um excelente nível de trial 4x4, sendo os que mais se aproximaram dos vencedores, terminando com menos uma volta e superando com facilidade os terceiros classificados, a dupla Bruno Calmeirão/Paulo Calmeirão (Furões TT - Vimioso). A dupla dos manos que se estrearam em competição, foram forçados a abdicar bem cedo de uma possível luta pela vitória, face à excelente preparação do defender, que acabaria por ver um cubo de roda partir-se a meio da prova e 3 furos, condicionarem a sua continuidade, assegurando ainda assim o derradeiro lugar do pódio, na frente da dupla da JiiPark, Nelson Rocha Sousa/Tiago Santos que ficaram privados do guincho equipado no Nissan Patrol devido à bobine que cedeu.

Fotos para uso editorial, solicitar através do email:
Gabinete de imprensa
press@cntrial4x4.com / 925979225